Loss Program Weight

Dedini S/A Indústrias de Base

Newsletter

Receba as novidades da Dedini



Divisões de Mercado


botao_bio2_

botao_ie2

botao_biblio botao_contato

Eventos

No current events.

PDF Print Email

Novas Tecnlogias Dedini

 


 

Usina Sustentável Dedini - USD

A revolução dos 6 Bios - A usina do futuro. USD - Usina Sustentável Dedini, uma macromáquina, praticamente autossustentável para transformar a cana-de-açúcar em bioprodutos, com impacto ambiental próximo a zero.

BIOFOM

Buscando uma solução para os resíduos sólidos da industria da cana, a Dedini desenvolveu o BIOFOM (Biofertilizante Organomineral), um fertilizante produzido com os resíduos da agroindústria sucroalcooleira (vinhaça concentrada, torta de filtro, cinzas de caldeira e fuligem das chaminés), sendo uma solução para substituição da adubação mineral da cana de açúcar.
Este produto, com a complementação dos nutrientes minerais necessários, é transformado em adubo organomineral, contendo todos os elementos requeridos para a cultura da cana de açúcar, além de melhorar as condições físicas, químicas e biológicas do solo, devido a matéria orgânica.

Dedini Refinado Direto- DRD

Esta tecnologia permite a obtenção de açúcar no padrão de refinado, diretamente a partir do caldo de cana com menor investimento, redução do custo de produção e de manutenção, menores perdas, menor consumo de energia e com garantia da qualidade. Ou seja, para se obter açúcar refinado, não mais é necessário passar pela etapa de derretimento do açúcar cristal, podendo-se obtê-lo diretamente num processo único, com significativa redução do consumo de energia e com qualidade assegurada.

Ecochill - Dedini

Trata-se de uma tecnologia desenvolvida em parceria com a empresa Thermax que gera água gelada a partir do aproveitamento térmico da energia disponível nas diferentes correntes quentes da usina. (Exemplo: vinhaça, água condensada, vapor de escape de baixa pressão, etc.)
Suas vantagens são: o baixíssimo consumo de energia, baixocusto de manutenção e baixo investimento.
Sua principal utilização é no controle da temperatura da fermentação, promovendo à obtenção de maior teor alcoólico e conseqüente redução no volume de vinhaça. Também pode ser usado no resfriamento de ar para o secador de açúcar e em outras aplicações.

Difusor Modular Dedini (sem correntes)

A Dedini em parceria com a empresa sul africana Bosch Projects, disponibiliza para o mercado sucroalcooleiro a mais moderna tecnologia em extração de caldo de cana: O Difusor Modular. Com seu sistema revolucionário de movimentação do colchão de cana, quebra um antigo paradigma no quesito limitação à expansão na capacidade de moagem num mesmo equipamento. Isso é possível devido ao seu fundo móvel ser constituído por telas independentes com acionamento hidráulico individual, sendo preciso assim apenas aumentar o número dessas telas para um aumento na capacidade de moagem. Esse diferencial é a grande atratividade em relação aos Difusores convencionais que utilizam correntes e redutores/motores para a movimentação do colchão de cana ,possibilitando a um custo-benefício aceitável, sua expansão, além de ter manutenção menor devido não necessitar de correntes.

BIOÁGUA

Usina Otimizada: Uso Racional de Água e Efluente líquido zero
A redução do consumo de água nas usinas de açúcar e etanol é uma preocupação antiga da Dedini, por se tratar de um recurso natural importante e com oferta limitada. Segundo dados da literatura, há cerca de 20 anos as usinas utilizavam 10 mil litros de água por tonelada de cana, sendo hoje 1,8 mil litros e, podendo ser, num futuro próximo, exportadora de água.
A tecnologia Bio Água possibilitará a auto-suficiência em água e a exportação do seu excedente, uma vez que a redução do seu consumo pela indústria é de fundamental importância, pois significa responsabilidade nos negócios e sustentabilidade ambiental em toda a cadeia produtiva.Dentro do conceito Usina Sustentável Dedini, a combinação de operações unitárias e equipamentos aplicados, a redução no consumo de água é uma constante, podendo significar em sua etapa mais evoluída, a exportação de cerca de 0,29 m3 de água por tonelada de cana processada. Esta tecnologia pode ser aplicada nas instalações existentes e nas novas plantas, seja em etapas, sem em única fase. Consulte-nos!