Loss Program Weight

Dedini S/A Indústrias de Base

Newsletter

Receba as novidades da Dedini



Divisões de Mercado


botao_bio2_

botao_ie2

botao_biblio botao_contato

Eventos

No current events.

PDF Print Email

Responsabilidade Ambiental

A Gestão Ambiental da Dedini é orientada para a promoção do desenvolvimento sustentável. Nesse sentido, direciona-se por duas diretrizes básicas: a de controle da estrutura de sua cadeia produtiva de forma a conciliar a melhoria de seus processos à proteção do ecossistema e, ainda, a de produção de equipamentos com tecnologias que propõem o uso de energia limpa e de processos não agressivos ao meio ambiente.

Como medida para minimizar os impactos, a Dedini investe em tecnologias e alternativas inovadoras que otimizem o reaproveitamento de matérias-primas utilizadas em seus processos. Por meio de estudos e programas, busca recuperar os recursos, reintegrá-los à natureza ou reaproveitá-los em outros processos que beneficiem a sociedade.

O rígido monitoramento dos processos adotados pela Dedini procura cercear possíveis ocorrências e gerar a implementação contínua de melhorias preventivas e de medidas de adequação, garantindo o cumprimento integral das determinações legais. 
A política de gestão ambiental estende aos prestadores de serviços a responsabilidade e o compromisso com o meio ambiente. Os contratos estabelecidos determinam que todos devem estar em consonância com a legislação ambiental e alinhados à política ambiental da Dedini.

  • Indicadores Ambientais
  • Energia
  • Água
  • Tecnologia Limpa
  • Biodiversidade
  • Investimentos em Proteção Ambiental

Indicadores Ambientais

O Sistema de Gestão Ambiental da Dedini monitora, tanto na área administrativa como operacional, os principais insumos e resíduos utilizados e gerados em seus processos. O mapeamento, realizado desde a geração do material até o descarte e/ou recuperação, em conformidade com a legislação ambiental, otimiza programas e ações para minimizar possíveis impactos gerados no processo.

Água

O uso da água é rigorosamente controlado na Dedini, que busca tecnologia e alternativas para reduzir a captação e o consumo e aumentar os índices de reutilização.

A Unidade de Piracicaba possui ETA - Estação para Tratamento de Água. Realizam-se, constantemente, análises da qualidade da água para a garantia dos padrões determinados pelos órgãos de fiscalização, como a Vigilância Sanitária e CONAMA (Conselho Nacional do Meio Ambiente). Os resultados dessas análises têm mantido valores analíticos de acordo com os padrões exigidos pela lei.

Na DIB Fundição, o sistema e o tratamento de esgoto estão em fase de implantação de melhorias. Quando concluídas proporcionarão uma recuperação de aproximadamente 160.000 litros de água por mês. O objetivo é tratar previamente esse volume na Estação de Tratamento de Água e reutilizá-la no processo produtivo, no jardim e nos sanitários da unidade. Essa unidade já possui uma cisterna para captação e reuso da água de chuva, destinada para os sanitários, usados por cerca de 100 funcionários, reduzindo o volume de água captado do Ribeirão Guamium. 
A Estação de Tratamento de Água, da unidade DIB Caldeiraria, trabalha com uma média de 92% de remoção de carga orgânica, acima dos 80% estabelecidos pela legislação, e com 1,9 mg/l de média de oxigênio dissolvido na água do Ribeirão Guamium no ponto de captação e 4,7 mg/l no retorno para o Ribeirão.

Para otimizar o uso racional da água, foram realizadas campanhas internas para conscientização, inclusive com informativos especiais durante a Semana da Água. Foi criado, também, o serviço Comunique Vazamentos, com o intuito de sanar de forma rápida e eficaz qualquer constatação de vazamento. Nos sanitários, foram instalados acessórios mais apropriados para a redução do desperdício, como torneiras com fechamentos automáticos, válvulas de descarga com duplo mecanismo de acionamento, com 40% e 60% da capacidade total da válvula.